10/29/2006

Departamento Clínico dos GIGANTES SPORT MANGUALDE



Tudo começou no dia 23 /10/2006.



Foi neste dia que aceitei a função de Massagista de Futsal no Clube Gigantes Sport Mangualde. Durante esta semana foi aos treinos da agora minha equipa e apesar da minha formação ser na área da saúde a minha experiência como Massagista é reduzida. Pesquisei informei-me até ganhei coragem e falei com um elemento do departamento clínico da Selecção Nacional de Futsal que por mero acaso veio treinar no nosso pavilhão. Aqui deixo o meu muito obrigado ao Sr. Enfermeiro Leonel Pires pela disponibilidade e amabilidade de ter perdido algum tempo a falar comigo mesmo sabendo que apenas tinha iniciado as minhas novas funções a pouco mais de 2 dias...

Tudo isto para introduzir o gozo que me deu ter estado sentado no banco da Minha equipa.
Conhecendo-me como conheço pensei que com o calor e emoção do jogo não fosse capaz de conter a emoção e entre uma falta mal marcada ou uma má decisão da equipa de arbitragem me saíssem uns impropérios dignos de registo ou quiçá expulsão do banco.

Mas isso não aconteceu mas a vontade ninguém me tirou...

O que aconteceu foi uma carga de trabalhos pois dois dos meus "meninos" saíram lesionados um devido a um choque com a perna do adversário e o outro a ter de ir de ambulância até ao Centro de Saúde para ser suturado com 4 pontos na região Supra Ciliar Esquerda (para leigos no sobre olho esquerdo)

Foi uma estreia em grande...

E de mais para mais adorei!!!


Se já poucas duvidas tinha sobre a área a seguir dentro da minha profissão agora estou cada vez mais decidido e com força para lutar por aquilo que adoro…

Ortopedia e Traumatologia ai vou eu...

Se puder ser ligado ao Desporto tanto melhor, pois apesar de tudo adoro o cheiro e a vivência do balneário...

Ok a minha equipa perdeu 4-5... E para a semana há mais…

Mas eu ganhei novos amigos e, acima de tudo a confiança de pessoas no meu trabalho...

Obrigado Vocês são Gigantes.

8/12/2006

A um Trabalho do Trabalho

É official tou a um misero trabalho de ser Senhor Enfermeiro.

Depois de alguns (9) anos no Ensino Superior. Repartidos é claro entre Viseu e Vila Real com um regresso a Viseu.

Tou feliz por finalmente estar á beirinha de ser dono e senhor de um Canudo que me abrirá as portas para o mundo do trabalho.

Foram muito bons estes aninhos a viver a pala do $$$ dos meus patrocinadores...
[aos quais avanço já um bem-haja e um muitissimo obrigado pela confiança e fé que depositaram em mim e umas beijocas que também são importantes para demonstrar o carinho que tenho por eles (e fica sempre bem não é???)]

Alem deste agradecimento tenho também de fazer um vénia a todos aqueles que cruzaram o meu caminho e que fizeram e fazem (a maioria) a minha vida muito mais alegre e cheia de emoção. Não vou referir o nome ninguem mas voces sabem quem são... (mesmo que sintam que eu me afastei tenho-vos no meu coração para todo o sempre) LOVE YOU ALL

Eu sei que neste post era ouro sobre azul uma foto minha fardadinho a rigor mas a verdade é que não tenho no momento nenhuma disponivel (porque nunca a tirei)

Mas assim k tiver o canudo na MÃO terei todo de a por.
Mas para já o k posso fazer é uma piquena descrição do meu aspecto numa fardinha de Enfermeiro.

Tão a imaginar uma saco de batatas.
Agora imaginei-no em branco. (sim é lindo)
E o passo seguinte é colocarei- me dentro dele só com a cabecita, bracitos e pezitos de fora.

Ai esta a loucura visual do menino vestido de enfermeiro não é giro???? rauuu!!! rauuu!!!

7/09/2006

Acima de Tudo sou Tuga















Simbolismo

Verde
Fazia parte da Bandeira do Partido Republicano Português e, diz-se, esteve presente aquando da Revolução de 31 de Janeiro de 1891. Contudo, esta cor não possui tradição histórica na representação dos símbolos portugueses. Por vezes, há quem goste de recordar o verde como um símbolo das florestas portuguesas.

Vermelho
Cor tradicional nos símbolos portugueses desde D. Afonso III. Foi considerada uma cor fundamental por ser uma cor combativa e quente, viril; a cor da conquista que lembra o sangue dos que morreram pela Pátria e incita à vitória.

Branco
Contornando o Brasão das Armas Nacionais e cobrindo o seu fundo, esta cor foi igualmente considerada fundamental pela sua invocação de paz e harmonia; por ter sido a cor das primeiras bandeiras reais que guiaram as primeiras batalhas da nossa história, e por ter sido a cor onde se desenharam as cruzes de Cristo durante os Descobrimentos.

Esfera Armilar
Símbolo do reinado de D. Manuel que representa o mundo descoberto e evangelizado pelos Portugueses, consagrando o espírito universal de Portugal.

Escudo das Armas Nacionais
O Escudo ou Brasão das Armas Nacionais, identificado por muitos séculos com o das Armas Reais, assenta sobre a esfera armilar, englobando as cinco quinas e a bordadura de castelos.

Quinas
Cinco, em forma de escudo azul e ponteadas por cinco besantes, as quinas formam uma cruz considerada reminescente da original cruz azul da bandeira de D. Afonso Henriques. Quer as quinas como os besantes estão associados à lenda da Batalha de Ourique, em 1139 - marcado pelas cinco chagas, Jesus Cristo aparece a D. Afonso Henriques numa promessa de protecção ao Reino e prevendo a fundação de um Império; em seguida, o rei vence cinco rei mouros. Cada quina simboliza um dos reis mouros derrotados. Contudo, convém recordar que nada comprova esta lenda e que, por muito tempo, o número de besantes foi sempre superior a cinco.

Besantes
Cinco besantes de prata por cada quina, ou escudete. Tal como aconteceu com a orientação das quinas, foi D. João II que estabeleceu o número de besantes. Não se sabe bem qual a razão de ser dos besantes, mas supõe-se que podem ser reminescentes das brochas com que os escudetes dos cavaleiros eram fixados ao pavês (recorde-se que os cavaleiros usavam as suas insígnias nos escudos). Miticamente, os besantes representam as cinco chagas de Cristo, que, antes da batalha de Aljubarrota, terá dito a D. Afonso Henriques: "Com este sinal, vencerás!"

Bordadura vermelha com sete castelos dourados
A bordadura distinguia a bandeira portuguesa da de Castela, cujo símbolo heráldico são os castelos. Estes entraram na bandeira portuguesa para marcar o casamento de D. Afonso II com D. Urraca, filha de Afonso VIII de Castela. A quantidade de castelos foi sempre variável e superior a sete, número estabelecido por D. João II (como acontecera com as quinas e os besantes), o que invalida a ideia de que os castelos representam os sete fortes conquistadas por D. Afonso III aos mouros, no Algarve.



Depois de tanta tanta loucura também um pouco de cultura...

7/07/2006

OUT

SIm eu sei que tenho andado longe disto mas finalmente hoje voltei!!!


A minha ausência deve-se a falta que a net me faz todos os dias e quando tenho nunca tenho tempo para lhe devotar mais que 5 minutos. Obviamente que Qualquer 30 segundos chegavam para escrever estas merdas mas gosto sempre de ter mais tempo para indirectamente enviar mensagens subliminares para que voces mentes inquietas não deixem de vir ler esta coisa do belzebu...


Falado no grande Belzebu Olé Mario Machado Olé

Mais a sério FILHAS DAS PUTAS DUMA VACA PRANHA DOS FRANCESES

E quanto mais penso niso mais me irrito por isso vou limitar-me a insultar esse povo nojento e abejcto em silêncio como sinal de protesto.


Para terminar vou deixar aqui os Parabens a uma Grande Amiga que não me atendeu as minhas tentativas para lhe fazer isto em voz... e que lhe tenham dado um telemovel para ver se ela da proxima vez atende as chamadas ou então dê sinal de vida quando as vir.
Alem do que tenha mais uma festa de sucesso arromba loucura e muita musica.

4/23/2006




Andei muito tempo a evitar este assunto:

O assunto é xanam...


FRANCISCO ADAM



Coitadinho Morreu.... Oh temos pena lamento imenso...

Podem me dizer mas ele era bom artista.

Pois têm razão era... lol


Eu lamentava muito mais se fosse um daqueles inergumenos(as) que me conheçe e que se considera meu amigo(a) e ainda pior eu considero-o(a) amigo(a).


Isso sim deixaria-me mal disposto a deslocar-me milhares de kilometros para prestar as devidas condolências e o homenagear na sua descida final. Até seria eu a atirar a primeira mão cheia de terra para a sua ultima morada.

Obviamente pois uma pessoa que se considera minha amiga e k ainda pior tem a minha amizade não pode ser boa gente e sabendo disto eu ajudaria a mante-lo(la) debaixo da terra por longos e eternos anos.


Voltando ao


DINO... (k eu até gostava muito) lol mais uma vez (gostava)


Não me venham com tretas que alguem se preocupou com ele...


A malta anda preocupada é como fica agora a SUSANA (Diana Chaves) (Boa que doi)


Para mim é um mistério mas a realidade é k a tesuda da Susana tem de se recompor rapidamente e arranjar quem lhe coçe o mexilhão pois não pode andar tanto tempo sem alguma actividade no campo dos muluscos bivalves...



4/17/2006

Contador

Podia ser um contador de historias.
Podia ser um contador(armário) somente.

Mas na realidade é um contador de visitas deste antro a qual chamo blog.

E neste dia já vai em 104 visitas...


Obrigado a todos os que visitam esta gosma.
Que pelo facto de não ter internet nos reconditos sitios onde me encontro não tenho conseguido actualizar esta coisa que voces insistem em visualizar.
Pelo menos 104 de voces já sofreram danos cererbrais e digestivos depois da visualização deste blog.

POis estes são 2 dos 50000000000000 de efeitos secundários reversiveis que este blog pode causar.

A exposição prolongada a este blog leva a casos de Moskitite Cronica que é uma das mais devastadoras doenças dos nosso tempos que faz com que as pessoas escrevam blogs como este e que tenho sempre na boca a piada facil a graça brejeira e o insulto grosseiro...

4/10/2006

Desculpem

Sei k não tenho sido assiduo e muito menos pontual a escrever no meu querido blog. Mas hoje terei de o actualizar nem que seja a ultima coisa que faça.


Ponto 1 - Ando atolado em trabalho (k merda fonix porra e merda outra vez)
Ponto 2 - Tenho saudades do meu ppl que apesar de longe está sempre perto no meu coração (Já alguem se casava para a malta se reunir)
Ponto 3 - Quero ser rico (não sei se já referi mas trabalhar é foda)
Ponto 4 - Gosto do meu trabalho (sim eu sei k não faz sentido dizer mal do trabalho mas até gosto de o fazer sei que não faço grande sentido mas a culpa é do facto de ainda receber pelo que já faço)
Ponto 5 - Vou dormir (amanha se conseguir escrevo mais um pouco)